Home Page - URICurso de Psicologia
   URI  -  Psicologia

                  Aconselhamento Psicológico II

 

Plano de Ensino da Disciplina: 74-231

Departamento: Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde

Carga horária: 60 h/a

Aconselhamento Psicológico II

 

Créditos: 04

 

EMENTA:

O aconselhamento psicológico segundo as teorias e suas técnicas; a psicanálise e o aconselhamento; abordagem centrada na pessoa; teoria do traço e fator; abordagem comportamental; aconselhamento familiar e infantil.

 

OBJETIVO GERAL:

Obter conhecimento sobre o processo de aconselhamento psicológico propriamente dito, considerando os pressupostos, as técnicas, os instrumentos, dentro das principais linhas teóricas, unindo os conhecimentos obtidos na cadeira de aconselhamento psicológico I e das demais disciplinas do curso.

 

 

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

Conhecer os pressupostos de cada uma das teorias; conhecer os seus principais instrumentos de intervenção psicológica, onde se inserem, a sua hierarquia e freqüência; saber indicar qual a melhor abordagem para cada paciente especificamente; saber quais os resultados obtidos nas diferentes linhas teóricas através das pesquisas publicadas; saber o alcance e as limitações das técnicas; saber como atua o aconselhador em cada uma delas; dominar o sentido ético nas abordagens com o paciente, na formação pessoal e na instituição que trabalha ou com outros profissionais.

 

 

RELAÇÃO DOS CONTEÚDOS:

1.Revisão da cadeira de Acompanhamento Psicológico I

 

2.O Aconselhamento psicológico de acordo com a teoria traço e fator

 

3.O Aconselhamento psicológico centrado no cliente ou não-diretivo

 

4.O Aconselhamento Existencial

 

5.A abordagem Multidimensional de Karhuff

 

6.O Aconselhamento psicológico de acordo com a teoria comportamental

 

7.O aconselhamento psicológico de acordo com a teoria cognitiva

 

8.O aconselhamento psicológico psicanalítico

 

9.O aconselhamento psicológico infantil

 

10.O aconselhamento familiar

 

11.A ética no aconselhamento

 

12.Apresentação e discussão de filmes

 

 

METODOLOGIA:

Atividades discente: fazer leitura prévia do material teórico indicado pelo professor; buscar substrato em outras disciplinas já cursadas; assistir filmes que possam ser usados para demonstrar o processo de aconselhamento; ler livros que contam histórias de personagens fictícios; contribuir com as discussões quando o conteúdo da aula estiver coincidindo com os trabalhos individuais ou de grupo apresentados na cadeira de Aconselhamento Psicológico I.

 

 

Atividade docente: apontar e explicar os principais tópicos do conteúdo, relacionando com a atuação prática do psicólogo; exemplificar resultados obtidos com as técnicas; proporcionar dramatizações pelos alunos de situações práticas; esclarecer dúvidas sobre situações inesperadas; reforçar a conduta ética, enquanto modelo.

 

 

AVALIAÇÃO:

A avaliação será a apresentação do aluno, individual ou em pequenos grupos, que deverão selecionar o melhor dos personagens de um filme, escolhido pelo próprio aluno, para se fazer aconselhamento psicológico, a linha teórica a ser adotada, e de acordo com isso quais serão os instrumentos de intervenção, quais são as crenças e os pressupostos da linha, como se desenrolou o processo de aconselhamento, quais os resultados e as limitações obtidas, qual a diferença entre a ficção e a realidade.

 

BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

BECK, S.J. Terapia Cognitiva teoria e prática. Porto Alegre: Ed. Artes Médicas, 1995.

CORDIOLI, A.V. (org)Psicoterapias abordagens atuais. Porto Alegre: Ed. Artes Médicas, 1993.

CHESS, S., HASSIBI, M. Princípios e práticas da psiquiatria infatil. Porto Alegre: Ed. Artes Médicas, 1982.

FIORINI, H.J. Teoria e técnica de psicoterapia. 11ª ed. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves Editora S.A., 1995.

MAY, Rollo. A Arte do Aconselhamento Psicológico. Petrópolis: Vozes, 1984.

McDANIEL, S.H. et all. Terapia familiar médica. Porto Alegre: Ed. Artes Médicas, 1994.

MINUCHIN & FISHMAN. Técnicas de terapia familiar. Porto Alegre: Ed. Artes Médicas, 1990.

RUDIO, F. V. Orientação não-diretiva: na educação, no aconselhamento e na psicoterapia. Petrópolis: Vozes, 1986.

SHEEFER, R. Aconselhamento Psicológico. São Paulo: Atlas, 1981.

_________. Teorias do Aconselhamento Psicológico. São Paulo: Atlas, 1983.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

BELLAK & SMALL. Psicoterapia de emergência e psicoterapia breve. Ed. Artes Médicas: Porto Alegre RS.

CATTEL, R.B., EBER, H.W. 16 PF manual abreviado formas A e B adultos. Rio de Janeiro: CEPA.

ONSECA, M. S. & OLIVEIRA, F., Q., M. Teste de Wartegg interpretação formal e dinâmica. Pelotas: Ed. UFPEL, 1991.

LEMGRUBER, V. Psicoterapia breve: a técnica focal. Ed. Artes Médicas: Porto Alegre.

MAY, R. e ROGERS, C. et all. Psicologia e existência. Editorial Paidós: Buenos Aires, 1963.

ROGERS, C. Client-centered therapy. Houghton Miffin Company. Boston, 1951.

ROSEMBERG, R. L. Aconselhamento Psicológico Centrado na Pessoa. São Paulo: EPU, 1987.

RUDIO, F.V. Ensaio experimental: Mudanças de autênticidade em dois grupos de Encontro. Monografia de conclusão de Mestrado. PUC: Rio de Janeiro, 1972.

SANDLER, J. & COLS. Técnica da psicanálise infantil. Ed. Artes Médicas: Porto Alegre, RS.